Hoje em dia são várias as opiniões sobre o consumo de leite. O leite é efetivamente um alimento com fortes tradições na cultura alimentar das sociedades atuais e cuja publicidade bem como aconselhamento médico, promovem muitas vezes o seu consumo.

Na qualidade de mamíferos que somos, o leite é de facto um alimento fundamental para o nosso desenvolvimento nos primeiros meses de vida. Penso que aqui talvez resida o equívoco: o leite que é essencial ao desenvolvimento humano nos primeiros tempos de vida é o leite materno e não o leite de vaca ou de outros animais.

Um bebé quando nasce deverá ser amamentado até aos 6 meses ou idealmente até aos 12 meses de idade, período no qual, segundo a Organização Mundial de Saúde será de extrema importância o consumo deste alimento. A partir deste período não serão necessárias fontes lácteas. Caso a mãe não tenha tido a hipótese de amamentar por este período, então há que considerar a introdução de leite em pó até que o bebé complete 1 ano. É já cientificamente conhecido que o consumo de leite de outras espécies (vaca, cabra ou ovelha) a partir dos 12 meses, e ao longo da vida adulta, levará inequivocamente a maiores complicações para a saúde do que a benefícios para esta.

Já pela época de 400 a.C., Hipócrates, conhecido como “o pai da medicina”, escreveu numa das suas obras que “o leite bovino era causador de urticárias e desconforto intestinal”. E hoje sabe‐se que de facto tanto as alergias como as disfunções intestinais estão muito relacionadas com o consumo de lacticínios, sobretudo de leite.

  • 365 dias com Saúde

    365 Dias com Saúde é o seu guia para todo o ano. Apresenta os alimentos que devemos consumir em cada estação e inclui receitas variadas e práticas para o dia-a-dia.

  • Fast Food, Fast Life, Fast Cancer

    Grande parte das nossas queixas diárias gira em torno da falta de tempo. Este livro te ajudará a a evitar os malefícios do estilo de vida moderno.

Categorias Relacionadas: Artigos